Como escolher um sócio ideal com 7 dicas essenciais

Uma boa sociedade é essencial para o sucesso de um negócio. Errar na escolha da pessoa que você terá ao seu lado pode fazer você percorrer caminhos ou passar por momentos que você não deseja passar. Neste artigo você vai conferir dicas simples, mas que são essenciais sobre como escolher um sócio ideal para seu negócio.

Empreender não é tarefa fácil e não é para qualquer um, visto a necessidade de correr riscos e abrir mão de diversas coisas, o que grande parte das pessoas não deseja fazer.

Ter alguém do lado na hora de empreender pode ser uma ótima maneira de partilhar as responsabilidades, os riscos e ter sempre uma segunda opinião sobre as decisões a serem tomadas.

Mas, as vantagens de uma sociedade só são alcançadas quando os sócios são bem escolhidos e estão trabalhando em sintonia. Caso contrário, o que se espera de uma sociedade nunca chega a acontecer, como diz aquele antigo ditado, antes só do que mal acompanhado.

Vamos então às dicas de como montar uma sociedade de sucesso e colher todos os benefícios de uma boa pareceria.

7 Dicas de como escolher um sócio de sucesso

1 – Escolha uma pessoa que você tenha prazer em conviver:

passo a passo de como escolher um sócioA primeira dica de como escolher o sócio ideal para seu negócio é escolher uma pessoa que você tenha prazer em conviver, em estar juntos.

Esta dica é ainda mais fundamental para pequenos negócios, onde os sócios estarão juntos na maior parte dos seus dias. É comum um empresário conviver mais com seu sócio do que até mesmo com sua família, conforme a fase do negócio e a necessidade de trabalhar dobrado.

Por isso, escolher uma pessoa que você tem facilidade de conviver e interesse de estar junto é essencial.

Muitos problemas em uma sociedade podem ser frutos da dificuldade de conviver. Em muitos casos os negócios podem até estar prosperando, mas não existe uma química entre os sócios e o interesse em permanecerem juntos. Neste caso as dificuldades de relacionamento afloram ainda mais e a sociedade acaba sendo desfeita, mesmo com um bom negócio nas mãos.

É claro que muitos problemas no relacionamento entre os sócios podem ser superados e uma boa conversa madura pode alinhar os interesses e as dificuldades encontradas na convivência. Mas, escolher alguém que você goste de conviver irá facilitar muito.

Lembre-se também que você estará convivendo com esta pessoa no ambiente profissional. A realidade deste ambiente é bem diferente do campo de futebol, do bar da esquina, da universidade ou da balada que vocês frequentam juntos.

2 – Escolha um sócio que não tenha receio de ir contra você:

Outro aspecto fundamental em uma sociedade é ter diferentes opiniões sobre um mesmo assunto. Um sócio que sempre concorda com o que você fala não é interessante para seu negócio.

Você deve escolher alguém que tenha coragem de ir contra suas opiniões e que te mostre o outro lado da moeda. Não é apenas escolher alguém que goste de ser do contra, mas escolher uma pessoa que não tem receio em dizer que algumas de suas ideias podem estar equivocadas.

Para que isso aconteça de maneira saudável é importante definir estes limites na hora de montar uma sociedade.

É válido deixar claro para todos os sócios a importância de conflitar algumas ideais e de avaliar com critério as decisões antes de serem implantadas.

Além disso, você também deve ser aberto para contestações. Ao ser contestado você deverá levar a sério a opinião dos outros sócios, mesmo que você tenha um controle majoritário do seu negócio.

Você escolher ter sócios, então você deverá dar a devida atenção à opinião dos demais envolvidos no negócio. Mesmo que sua intuição já te mostre o caminho correto a seguir.

3 – Escolha um sócio com habilidades diferentes das suas:

A terceira dica de como escolher um sócio ideal é escolher uma pessoa que tenha habilidades diferentes das suas, uma pessoa que te complemente.

Veja o que você já tem de bom em seu negócio e quais habilidades ainda precisam ser incorporadas. Avalie as habilidades que seus possíveis sócios possuem e também o potencial de cada um de adquirir novas habilidades conforme a necessidade do negócio.

Em muitos casos os sócios já não estarão prontos para o seu negócio, mas são pessoas que tem grande potencial de adquirir as habilidades que sua empresa precisa ou precisará no futuro.

Muitos empreendedores caem na tentação de escolher pessoas muito parecidas, pois acabam escolhendo apenas pela afinidade.

Neste caso, é possível que os sócios se tornem concorrentes dentro do próprio negócio e acabe surgindo a sensação de que um dos dois não é tão necessário assim para o sucesso da empresa.

Por isso, avalie as habilidades de seus possíveis sócios. Não só as habilidades técnicas, mas também as características como pessoa.

4 – Escolha uma pessoa com princípios similares aos seus:

As características e habilidades podem, e em muitos casos, precisam ser diferentes em uma sociedade. Mas, os princípios precisam ser similares.

Os princípios e valores são essenciais para que ambos tenham condições de tomar decisões difíceis juntos.

Ter valores e princípios similares também é importante para construir uma cultura organizacional que seja condizente com ambos os sócios. Caso contrário sempre existirá divergências em relação a pontos essenciais da trajetória da empresa.

Por exemplo, sócios que não tem princípios similares a respeito da necessidade de utilizar matéria prima que não polua o meio ambiente sempre entrarão em conflito na hora de escolher seus fornecedores e definir como será a estratégia da empresa.

Por isso, além de conhecer as habilidades de seus possíveis sócios tente conhecer a fundo quais são os princípios e valores mais importantes de cada uma das opções.

É essencial que estes princípios sejam condizentes com os seus princípios. Caso um dos sócios tenha princípios um pouco diferentes é importante ter consciência disso e estar disposto a abrir mão de algumas coisas em certas situações.

5 – Escolha um sócio que tenha expectativas similares às suas:

A quinta dica de como escolher um sócio ideal para seu negócio são as expectativas que cada um tem a respeito da empresa de vocês.

Ter uma expectativa similar é fundamental para quem ambos os sócios caminhem na mesma direção e na mesma velocidade.

Por exemplo, uma sociedade onde um dos sócios tem o desejo de ver o negócio prosperar a ponto de ser uma das maiores empresas do mercado, enquanto o outro sócio tem o desejo de permanecer como uma pequena empresa atendendo a clientes específicos terá grandes dificuldades de alcançar seus objetivos.

No final das contas um dos sócios deverá abrir mão de sua visão de futuro e se adequar à visão do outro ou a sociedade precisará ser desfeita.

As expectativas devem estar alinhadas desde o início, mesmo que muitas situações e oportunidades surjam ao longo da trajetória da empresa.

A melhor forma de alinhar as expectativas é ter a sinceridade de ambas as partes da sociedade. Assim será possível avaliar se ambos têm a mesma visão de futuro para o negócio.

6 – Escolha um sócio com o mesmo comprometimento que você:

Outro fator importante sobre como escolher um sócio para seu negócio é o comprometimento que cada parte está disposto a ter.

Um exemplo simples é uma sociedade entre um profissional que trabalha dedicadamente o dia todo para o negócio e que não tem receio em trabalhar até tarde da noite para alcançar seus objetivos dificilmente dará certo com um profissional que queira ter uma dedicação parcial com o negócio, trabalhando poucas horas de seus dias.

É possível que surja por parte do sócio que se dedica integralmente uma sensação de injustiça, devido à grande diferença de dedicação entregue diariamente ao negócio.

Por isso, escolha um sócio que esteja tão disponível quanto você para se comprometer com a construção da empresa de vocês.

É importante que esta questão esteja clara e que estejam alinhadas as expectativas quanto à dedicação de cada um. Caso contrário vocês poderão ter sérios problemas no futuro.

7 – Não fique à procura de alguém perfeito, pois você não encontrará:

A última dica de como escolher um sócio para seu negócio é não ficar esperando que surja um sócio perfeito em seu caminho.

Apesar de todas as dicas acima é muito difícil encontrar um sócio que atenda todas as expectativas. Por isso, foque no que é essencial para você e no que você pode relevar para encontrar um bom sócio para você.

Lembre-se que ninguém é perfeito, que ninguém está completamente pronto para todas as tarefas. Apostar em alguém com potencial poderá trazer benefícios futuros para seu negócio.

Assim como você não encontrará uma pessoa perfeita você também não é perfeito. Aceitar que todos têm limitações e defeitos é o primeiro passo para encontrar um sócio adequado para você.

Finalizando

Aprender como escolher um sócio ideal é fundamental para o sucesso de sua empresa. Em muitos casos empreender sozinho pode ser uma tarefa quase impossível, por isso é importante ter boas pessoas ao seu redor. Pessoas que você pode confiar e que podem desempenhar um papel importante para sua empresa.

Confira mais uma vez as dicas de como escolher um sócio ideal para seu negócio:

  • Escolha uma pessoa que você tenha prazer em conviver;
  • Escolha um sócio que não tenha receio de ir contra você;
  • Escolha um sócio com habilidades diferentes das suas;
  • Escolha uma pessoa com princípios similares aos seus;
  • Escolha um sócio que tenha expectativas similares às suas;
  • Escolha um sócio com o mesmo comprometimento que você;
  • Não fique à procura de alguém perfeito, pois você não encontrará.

Caso você tenha alguma dúvida ou queira contribuir é só deixar um comentário.

Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!