Como funciona uma franquia: Tudo que você precisa saber

Antes de entrar no mercado de franchising é importante aprender como funciona uma franquia. Apesar de ser um mercado muito atrativo, trabalhar com franquias possui nuances que precisam ser bem avaliadas antes de iniciar qualquer investimento.

Uma franquia é basicamente uma parceria entre uma determinada empresa e um investidor. O objetivo da empresa é ampliar o número de suas unidades, ou seja, aumentar seu poder de escala. Enquanto que o objetivo do investidor é participar de um negócio com menor grau de risco e boas possibilidades de retorno.

No Brasil, é um mercado em amplo desenvolvimento. Mesmo com a redução do PIB nacional o mercado de franquias demonstrou bom crescimento.

Hoje, são inúmeras franquias disponíveis para o investidor. Desde grandes marcas nacionais e internacionais, que exigem um investimento elevado, a pequenas empresas, que disponibilizam a modelo de franquias para o investidor com menor poder aquisitivo.

Além disso, o modelo de franquias não se restringe a poucos nichos do mercado. São uma realidade por toda parte, desde os ramos de alimentação, vestuário, locação de veículos, investimentos, escolas, academias, entre tantas opções.

Vale a pena conferir como funciona uma franquia, pois para alguns investidores é uma ótima oportunidade de negócio.

Como Funciona Uma Franquia?

Com funciona uma franquia de forma simplesO modelo de franquias é baseado em um contrato comercial entre duas partes interessadas. A empresa que neste ramo é chamada de franqueador e o investidor que aqui chamaremos de franqueado.

O franqueador é uma empresa que quer dar continuidade no crescimento do seu negócio.

A empresa escolhe o modelo de franquias pois permite um ganho de escala com um investimento muito menor do que a expansão por unidades próprias.

Desta forma o franqueador oferece aos investidores interessados um negócio já estabelecido no mercado, com direito de uso da marca, venda dos produtos licenciados e toda uma assessoria de mercado.

Em troca disso, o franqueador determina um padrão de funcionamento para o negócio, ou seja, um padrão de qualidade similar às unidades próprias e uma compensação financeira pelo uso da marca e assistência empresarial.

O franqueado é aquele que se interessa pelo negócio proposto pelo franqueador e que está disposto a cumprir com o padrão de funcionamento e qualidade exigidos pela franquia e possui condições de arcar com a compensação financeira.

Em troca disso, o franqueado tem em mãos um negócio com baixo grau de risco, com todas as informações necessárias para se colocar em prática, e com uma expectativa de retorno do investimento e lucratividade mais assertiva.

Circular de Oferta da Franquia – COF

Para ter sucesso em uma franquia é importante que o franqueado esteja realmente a par de todas as condições do contrato entre as partes envolvidas.

Ou seja, é importante avaliar cada detalhe e ter certeza que será possível cumprir com todas as exigências e se os benefícios compensam o investimento realizado.

Para isto, o processo de aquisição de uma franquia é bem detalhado. O empresário interessado em certa franquia passará por várias fases de entrevista, apresentações e terá até a oportunidade de conversar com outros franqueados.

Todos os processos de franquia são bem transparentes quanto às obrigações de cada parte, mas um documento é essencial, que é a Circular de Oferta da Franquia (COF).

Neste documento serão apresentados todos os detalhes e informações pertinentes ao negócio. É de suma importância que você faça uma avaliação rigorosa desta circular antes de definir a viabilidade do investimento.

A Circular de Oferta de Franquia é essencial para saber como funciona uma franquia específica.

Vantagens de possuir uma franquia

Existem inúmeras vantagens para quem quer trabalhar com uma franquia.

A primeira vantagem é que você não precisa criar um negócio do zero. Ou seja, você reduz os inúmeros riscos que um negócio novo possui. Você pode escolher uma franquia que já é amplamente reconhecida pelo público alvo e muito bem aceita pelos consumidores.

Outra vantagem é que você já começa com um negócio que já está pronto. Você não precisará criar uma estratégia de marketing ou procedimentos internos para os colaboradores, isto já vem pré-definido pelo franqueador.

Além disso, o franqueador oferece diversos benefícios aos investidores interessados em sua franquia. Como uma assessoria específica para o início dos negócios, como a escolha do local, o projeto de arquitetura, os produtos iniciais, a estratégia de marketing, os uniformes dos profissionais e os padrões de atendimento.

Durante o desenvolvimento dos trabalhos o franqueador continua prestando assessorias continuadas e oferecendo treinamento para a equipe do franqueado.

Desvantagens de possuir uma franquia

Agora que você já sabe como funciona uma franquia e já conheceu algumas vantagens é importante também abrir os olhos para as desvantagens.

Muitas pessoas pensam na franquia como a oportunidade de serem donos do próprio negócio e alcançar uma independência no trabalho. Ou seja, se tornar o seu próprio chefe.

Trabalhar com uma franquia não é bem assim, o que você adquire é um direito de uso da marca e da comercialização dos produtos, além dos benefícios apresentados anteriormente. Você não será o seu próprio chefe, apesar de dono do estabelecimento em questão.

Todo franqueado estará sujeito a respeitar inúmeros padrões de funcionamento e qualidade. A avaliação do franqueado é constante pelo franqueador, pode ser feita por meio do desempenho da franquia e da inspeção do local por meio de fiscais do franqueador.

Além disso, ter uma franquia muitas vezes exige um investimento inicial muito alto. O que limita o acesso a muitos investidores.

Taxas e custos envolvidos em uma franquia

Existem inúmeros custos envolvidos na abertura de uma franquia e eles precisam ser sempre lembrados, em especial quando queremos aprender como funciona uma franquia.

Os custos mais comuns em uma franquia são:

  • Capital para instalação: que é o valor necessário para instalar o negócio, como investimentos em reformas, compra de mobiliário e equipamentos, além de custos com impostos e abertura da empresa;
  • Taxa de franquia: é uma taxa paga ao franqueador como compensação financeira pelo uso da marca e toda a assessoria na condução do negócio;
  • Capital de giro: valor necessário para o franqueado conduzir o negócio com segurança durante o seu funcionamento;
  • Taxa de propaganda: contribuição do franqueado ao franqueador para o desenvolvimento das estratégias de marketing e propaganda, geralmente cobrada como um percentual sobre o faturamento da unidade;
  • Taxa de royalties: taxa cobrada sobre o faturamento da unidade como compensação pelos serviços prestados ao franqueado e a utilização da marca, é também um percentual sobre o faturamento da unidade.

Além das taxas e custos de uma franquia, serão exigidos do franqueado um espaço adequado para a instalação da franquia, com uma área mínima e com bola localização. Além disso existem um número de funcionários pré-estabelecido pelo franqueador, conforme o tamanho do estabelecimento.

Cada franquia possui seus custos e taxas específicas, por isso, é importante avaliar com cuidado o investimento a ser realizado.

Como exemplo, aqui estão os custos e taxas da Franquia Subway:

  • Capital para instalação: R$ 267.500,00 a 525.000,00;
  • Taxa de franquia: R$ 12.500,00 a 25.000,00;
  • Capital de giro: R$ 20.000,00 a 30.000,00;
  • Taxa de propaganda: 4,5% sobre o faturamento líquido;
  • Taxa de Royalties: 8% sobre o faturamento líquido.

Finalizando

Tenho certeza que agora você já sabe como funciona uma franquia e está pronto a avaliar as opções que estão disponíveis no mercado.

Vale ressaltar que os riscos em abrir uma franquia são realmente baixo, visto que a empresa detentora da marca escolhe com grande rigor cada novo franqueado, além de avaliar as condições financeiras e o espaço onde será instalado o negócio.

Ou seja, começar uma franquia pode ser uma excelente opção para quem deseja segurança e tranquilidade para iniciar o próprio negócio.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário.

Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!