Controle de Vendas: Uma ferramenta essencial para seu negócio

Construir um negócio que se sustente ao longo do tempo é uma missão que vai além de uma boa ideia. Para você ter sucesso é importantíssimo criar formas de gerenciar seu negócio. Dentro do gerenciamento de seu negócio irão surgir diversas ferramentas para te auxiliar. Uma destas ferramentas é o controle de vendas, algo que não pode faltar na sua empresa.

Todos nós sabemos que a parte de vendas é que mantém qualquer negócio em movimento. No fim das contas, todos nós estamos vendendo algo. Alguns vendem produtos, outros vendem serviços, outros vendem diversão e alguns vendem conteúdo. Não importa o ramo de atuação: vender é essencial para sobreviver.

Sabendo disso, é de suma importância aproveitar da melhor forma todo o potencial do seu negócio. Mas, para isso é necessário que você comece a gerenciar seu processo de vendas.

Gerenciar seu processo de vendas não é simplesmente elaborar relatórios ou amontoar números. É definir métricas realistas, elaborar relatórios simples e compreensíveis, realizar testes constantes, comparar situações, e acima de tudo saber interpretar todas as informações que você pode obter em seu processo de vendas.

O número por si só, ou um relatório, será inútil se por trás dele não estiver pessoas que consigam interpretá-los de maneira correta e utilizá-los para implementar melhorias.

Escrevi este artigo para te ajudar a realizar um controle de vendas eficaz e prático. Confira as dicas a seguir.

Pontos importantes de um controle de vendas

Todo controle deve possibilitar a geração de dados e o armazenamento destes dados. Com o controle de vendas será possível você obter dados importantes sobre o comportamento de seus clientes, desempenho de vendedores, produtos potenciais ou eficácia de estratégias. Este controle é essencial para verificar a saúde de seu negócio. Vamos por partes então.

1 – Gerenciamento de clientes:

dicas para fazer um controle de vendasCom este controle você poderá conhecer o hábito de consumo de seus principais clientes. Avaliando a frequência de seus clientes, a quantidade de produtos e a disponibilidade financeira de seus clientes, você poderá criar um padrão de consumo.

Pelo gerenciamento de clientes você poderá adequar o seu atendimento à necessidade de cada cliente. A personalização do atendimento é essencial para conquistar seus clientes.

Para isso é importante que você crie dados. Você pode fazer isso por meio de um cadastro de clientes. Descobrir dados como o sexo, faixa etária, escolaridade, classe econômica, poderão te auxiliar na personalização de seu negócio. Você poderá descobrir quais os tipos de clientes você tem em seu negócio.

Outro ponto a avaliar é a qualidade do atendimento. Crie maneiras de avaliar a satisfação de seus clientes e descubra como eles se sentem em sua loja. Capacite seus funcionários para um bom atendimento.

2 – Produtos potenciais:

Você conseguirá descobrir quais os principais produtos de seu negócio. A partir do momento que você controla você passa a ter dados substanciais dos produtos que estão sendo bem vendidos e dos produtos que estão encostados na prateleira.

Com isso, você começa a racionalizar seu estoque e a definir quais produtos são realmente prioritários. Saber quais são os principais produtos de um negócio é essencial para a definição de uma boa estratégia de vendas.

3 – Desempenho de vendedores:

Outro ponto importante é o desempenho de vendedores. Você terá condições de medir o desempenho de sua equipe com intuito de melhorar os pontos fracos e elevar o número de vendas.

O reconhecimento do bom desempenho é um fator motivacional. Além das comissões que muitas lojas já utilizam para vendedores, é importante utilizar estas métricas para identificar comportamentos que não estão de acordo com a cultura do seu negócio.

4 – Eficácia de estratégias:

Você terá condições de verificar a eficácia de estratégias de venda. Averiguar se o novo layout de sua loja realmente está proporcionando uma melhor exposição de seus produtos e consequentemente melhores vendas.

Verificar se a sua estratégia de venda por e-mail tem conseguido o retorno esperado. Ou se a nova campanha de marketing está trazendo um retorno esperado.

Com o controle de suas vendas você pode extrair dados capazes de direcionar futuras estratégias. Potencializando o que está dando certo e corrigindo estratégias que deram errado.

Quanto à eficácia das estratégias é importante não fantasiar os dados. Avalie dados reais. Faça testes rápidos com as estratégias. Não tenha medo de testar e comparar quais as estratégias de vendas estão dando um retorno maior.

Além de medir as vendas, converse com clientes, faça pesquisas de satisfação e descubra o que realmente está proporcionando crescimento ao seu negócio.

5 – Verificação de datas específicas:

Outro ponto importante é a avaliação do desempenho em datas específicas. Podem ser datas comemorativas, como dias das crianças, natal, dia das mães, dia dos pais ou páscoa.

Com um bom controle de vendas você será capaz de avaliar o que é mais vendido, o que seus clientes não aprovaram e se preparar de uma melhor maneira para as próximas datas comemorativas.

6 – Racionalizar seu estoque:

Você terá condições de racionalizar seu estoque. Ter um estoque muito grande não é vantagem para muitos negócios. Além de ocupar espaço, pode também ser uma desvantagem contábil para sua empresa.

A racionalização do estoque só é possível quando você tem consciência do funcionamento do seu negócio, do fluxo de venda de cada produto.

7 – Comunicação entre setores:

Com a execução de um bom controle de vendas você terá como consequência uma melhor comunicação entre setores da sua empresa. Setores que antes poderiam trabalhar de forma independente se conectam e racionalizam a transmissão de informação.

Como a elaboração de pedidos, a emissão de notas fiscais, a reposição do estoque, o transporte de mercadorias, a avaliação de satisfação dos clientes e o fluxo de caixa. Tudo isso pode se conectar a partir de um bom controle de vendas.

Utilização de softwares

A tecnologia existente no ramo de gerenciamento é muito boa. É possível encontrar com facilidade diversos softwares com inúmeras funcionalidades. Desde softwares simples gratuitos a softwares sofisticados pagos.

A utilização de um bom software poderá ser de grande ajuda no gerenciamento do seu negócio, entretanto ela não é essencial. Caso você esteja começando agora você consegue realizar um bom controle de suas vendas por meio de planilhas simples ou até mesmo, conforme o tipo de negócio, com anotações à mão.

O software facilita a execução de diversos processos, além de gerar de forma automática relatórios e gráficos importantes do dia a dia. Caso você esteja com interesse em comprar um software não deixe de observar os seguintes pontos:

  • Interface de simples utilização;
  • Conectividade com a Internet, o que possibilita ter acesso a relatórios e dados de qualquer lugar;
  • Estrutura de trabalho similar à que você pratica ou pretende pratica no seu negócio;
  • Oferta de treinamento da sua equipe;
  • Suporte e manutenção acessíveis e disponíveis;
  • Funcionalidades básicas para seu dia a dia.

Considerações finais

Para começar seu controle de vendas não existe nenhum tipo de burocracia. Comece de forma simples, observando a forma como seu negócio tem funcionado.

Crie métricas para serem medidas e verificadas em um período constante. Faça comparações e não fique preso à simples opinião, é melhor um bom teste realizado que uma opinião que não temos certeza se dará certo.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário. Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!