Controle Financeiro Empresarial: 7 Práticas fundamentais

Ter um bom controle financeiro empresarial é essencial para o sucesso do seu negócio. É certo que muitos empreendedores não levam a sério a necessidade de cuidar das finanças da empresa. Entretanto, este descuido pode levar negócios até então bem-sucedidos ao fracasso.

Para você que deseja cultivar um negócio de sucesso estar atento à realidade financeira do seu negócio é fundamental. Deve sempre estar claro para você aspectos financeiros como fluxo de caixa, capital de giro, grau de endividamento, disponibilidade financeira para novos investimentos, entre tantas outras questões.

Em pequenos negócios este controle financeiro empresarial é muito mais simples. Fica restrito à um bom gerenciamento das contas a pagar e a receber, além do planejamento de novos investimentos e negociações necessárias do dia a dia.

Para não ser pego de surpresa é necessário que o controle financeiro empresarial seja sempre atualizado, se possível diariamente. Além disso, deve ser elaborado com rigor nas informações fornecidas.

Escrevi este artigo com 7 práticas fundamentais para que você tenha sucesso nesta tarefa. Veja a seguir quais são estas práticas, mas não se esqueça do mais importante que é implementá-las em seu negócio.

7 Práticas para o controle financeiro empresarial

Escrevi este artigo com 7 práticas fundamentais para que você tenha sucesso nesta tarefa. Veja a seguir quais são estas práticas, mas não se esqueça do mais importante que é implementá-las em seu negócio.

1 – Separe o físico do jurídico

Saiba distinguir o que é dinheiro da empresa e o que é seu dinheiro. Esta é uma prática essencial para que você não se perca durante o seu controle financeiro.

Para muitos, é uma situação difícil de colocar em prática. Pois, estão com os negócios em andamento e desde o início nunca se preocuparam com esta separação. É hora então de colocar cada coisa em seu lugar, separe a partir de hoje o que é físico do que é jurídico.

Esta separação se torna ainda mais importante quando o negócio é uma sociedade. A falta de clareza nas informações financeiras poderá dificultar a manutenção da sociedade, sempre ficará uma impressão de que uma das partes está sendo prejudicada financeiramente.

Agora, caso você esteja começando seu negócio aproveita para fazer da melhor maneira. Separe desde hoje o dinheiro do seu negócio do seu dinheiro pessoal.

2 – Seja rigoroso no controle

Dicas para um bom controle financeiro empresarialÉ importante ser rigoroso no controle financeiro. Por isso, não despreze nada que seja relacionado às finanças do seu negócio.

É muito comum as pessoas deixarem de anotar pequenas despesas, muitas vezes, pagam até com o dinheiro pessoal. Este é um grande erro, pois estes pequenos detalhes quando somados fazem uma grande diferença. Isto é uma das causas daquela sensação de não saber para onde seu dinheiro está indo.

Quem não controla com rigor tem uma falsa sensação da realidade financeira do seu negócio. Ou fica com a impressão de que o negócio está dando mais lucro do que realmente dá, ou fica com a sensação e que seu dinheiro está escorrendo pelo ralo.

Por isso, controle tudo. Anote todas as despesas e receitas com critério, mesmo que os valores sejam realmente baixos.

3 – Informatize este trabalho

O controle financeiro pode ser extremamente simples e prático quando informatizado.

Para isso, você pode contar com diversos softwares gratuitos ou pagos para te auxiliar a controlar diariamente as finanças do seu negócio. Além da praticidade, estes sistemas são capazes de gerar relatórios e gráficos que irão te auxiliar a analisar de forma crítica a parte financeira da sua empresa.

Outro ponto positivo de utilizar um software é a possibilidade de sincronização das informações. A maioria destes softwares trabalham online, então você pode ter todas as informações me qualquer lugar, desde pelo computador do escritório, notebook dentro de casa ou pelo celular.

Tudo pode ser verificado instantaneamente. As informações sempre estarão atualizadas em tempo real.

4 – Faça uma avaliação crítica

Não utilize seu controle financeiro empresarial simplesmente para acumular dados e relatórios sobre a mesa.

É essencial avaliar além de controlar. Você deve avaliar como andam suas despesas, se estão dentro do previsto e se existem despesas que estão muito acima do esperado. Neste momento é hora de prever cortes importantes e planejar uma nova negociação com fornecedores.

Além de avaliar as despesas, você deve estar de olhos nas receitas. Verifique se o dinheiro em caixa é o suficiente para manter o capital de giro do seu negócio. Esteja atento a receitas que possivelmente não foram recebidas e entre em contato com seus clientes.

Não deixe que o controle financeiro seja esquecido em um canto da mesa, utilize e aproveite os benefícios que ele pode trazer para seu negócio.

5 – Alimente o planejamento financeiro

Um bom controle financeiro é capaz de abastecer o seu planejamento financeiro com informações seguras e fiéis à realidade do seu negócio.

Por isso, sempre avalie o que foi planejado para determinado período com o que realmente aconteceu. Quando é realizado um planejamento financeiro é essencial que ele seja verificado com o controle financeiro.

Verifique as estimativas de receitas e despesas se estão condizentes com o planejado. Caso não estejam faça uma avaliação do que aconteceu, você planejou seu negócio de forma equivocada ou algo saiu do controle durante aquele período de tempo?

É importante utilizar as informações do controle financeiro para validar o planejamento antes elaborado ou para fazer as modificações necessárias neste planejamento. Isso faz com que o seu planejamento se aproxime um pouco mais da realidade.

6 – Invista em capacitação dos profissionais

Na maioria dos casos não é o próprio empreendedor que faz o controle financeiro do negócio, e sim os colaboradores da empresa.

Neste caso, invista em capacitação destes colaboradores. Caso você resolva utilizar um software específico, é interessante que você proporcione um treinamento para usa equipe. Afim de utilizar o software de maneira adequada.

Além disso, é importante que você deixe claro como deve ser feito este controle financeiro. Incentive seus colaboradores a serem rigorosos no controle das informações.

7 – Faça a sua parte

Existem casos onde a equipe responsável pelo controle financeiro luta para fazer bem o seu trabalho. Mas, são impedidas pelo mau comportamento dos próprios empreendedores.

O dono do negócio deve ser o primeiro a dar o exemplo de como deve ser rigoroso o controle financeiro empresarial. Mas, em muitos casos são os proprietários que não colaboram com o fornecimento das informações corretas, com a utilização do dinheiro da empresa sem nenhum tipo de controle, com a utilização indevida das contas físicas e jurídicas, e tantas outras práticas que prejudicam o controle financeiro rigoroso da empresa.

Por isso, caso você tenha seu próprio negócio seja o primeiro a cuidar bem das finanças deste negócio. Dê um bom exemplo a ser seguido pelos seus colaboradores.

Considerações finais

Chegamos ao final de mais este artigo. Espero que você implemente estas 7 práticas fundamentais para um controle financeiro empresarial rigoroso. Tenha consciência da importância desta tarefa. Por isso, invista em capacitação dos profissionais e na informatização deste controle.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário.

Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!