Corretor de Imóveis: Passo a passo para começar seu negócio

Ser um corretor de imóveis é opção para muitos brasileiros que sonham com o próprio negócio. A possibilidade de horários flexíveis, comissão em vendas e independência são um grande atrativo para quem quer se arriscar no mundo dos negócios imobiliários.

Vale destacar a importância deste profissional para o setor imobiliários. Sua atividade visa intermediar todo tipo de transação imobiliária, como venda, compra, locação e permuta. Estando presente desde as visitas iniciais para apresentação do imóvel até a assinatura do contrato.

Além disso o corretor de imóveis tem capacidade para avaliar documentações, realizar avaliação comercial de imóveis além de captar recursos para novos negócios.

Passo a passo para ingressar na profissão

Antigamente qualquer pessoa poderia ser um corretor de imóveis. Não existia no Brasil legislação que orientasse e formalizasse a profissão. Entretanto desde 1978 foram criados os CRECI – Conselho Regional dos Corretores de Imóveis, todo corretor deveria estar cadastrado a um conselho regional.

A partir de 1996 foi realizado uma nova adequação às leis que regem a profissão, exigindo escolaridade mínima. O pretendente à profissão de corretor de imóveis deve ter ensino médio concluído e realizar um curso de formação específica para profissão. Veja a seguir um passo a passo para ingressar na profissão.

1 – Possuir formação técnica ou superior

passo a passo para ser corretor de imóveisPara ingressar na profissão o primeiro passo é possuir a formação técnica ou superior. Você poderá escolher entre três opções de cursos:

  • Técnico em Transação Imobiliária (1 ano);
  • Tecnólogo em Gestão Imobiliária (2 anos);
  • Bacharel em Ciências Imobiliárias (4 anos).

2 – Inscrever-se no CRECI

Realizar a inscrição no CRECI (CRECI-MG) correspondente de sua região. Para realizar a inscrição você deverá acessar o site correspondente e preencher o “Pedido de Inscrição de Pessoa Física”. Este pedido deverá ser entregue juntamente com toda a documentação exigida pelo órgão.

3 – Convocação para ato solene

Após a aprovação de toda a documentação você será convocado a participar de um ato solene, onde você receberá sua Carteira e Cédula de Identidade Profissional, o que irá te habilitar para exercício da profissão.

Quanto você vai receber

Antes de mais nada é importante identificar dois tipos de corretores. Os corretores independentes, que trabalham por conta própria e não são filiados a nenhuma corretora e os corretores que são funcionários de uma ou mais corretora.

Para os corretores independentes a remuneração é variável, conforme o seu desempenho. A remuneração é geralmente um percentual dos valores envolvidos nas negociações. Abaixo você pode verificar alguns percentuais de referência:

  • Venda de imóveis urbanos: 6% sobre o valor da venda;
  • Venda de imóveis rurais: 10% sobre o valor da venda;
  • Locação de imóveis: 10% do valor do contrato;
  • Administração de condomínios: 10% do valor do condomínio.

Os corretores que são funcionários de uma corretora específica, geralmente não recebem salários fixos, mas recebem porcentagens das vendas ou transações realizadas. Esta porcentagem é em torno de 30% da comissão total.

É importante ao ingressar em uma profissão como esta é estar ciente que você terá uma renda variável. Que pode se tornar muito variável conforme a sazonalidade do mercado. Aprenda a administrar bem todo o dinheiro que você recebe, pois em alguns meses você poderá receber extremamente bem e em meses com desempenho ruim seu salário poderá ser bem abaixo do esperado.

Perfil do Corretor de Imóveis

Para ter sucesso na profissão é importante que você adquira conhecimentos em diversas áreas como:

  • Finanças;
  • Conhecimentos legais e jurídicos;
  • Conhecimento técnico de construção;
  • Vendas e Marketing.

Além disso, é necessário que você desenvolva habilidades pessoais como a persistência, a resiliência, a paciência, um bom relacionamento interpessoal e uma boa habilidade de negociação. É de suma importância saber lidar com todo tipo de cliente.

Outro fator preponderante para seu sucesso é uma boa rede de contatos. É importante estar sempre criando um networking por onde passa. O estágio em uma corretora pode te proporcionar, além de experiência, uma boa rede de contatos.

Considerações finais

Como pode ver, ser corretor é uma excelente opção para começar um negócio por conta própria. Entretanto você correrá um certo risco, visto que sua renda dependerá exclusivamente do seu desempenho como vendedor.

Antes de ingressar nesta profissão avalie qual a sua verdadeira motivação, não se engane com promessas de tempo livre e dinheiro fácil. É uma profissão que vai te exigir muita dedicação, atualização profissional e uma excelente rede de contato.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário. Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!