Lucro Presumido: Confira definição e tributação de forma simples

A escolha de um regime de tributação é essencial para o sucesso do seu negócio. Falhar neste aspecto é perder dinheiro, ou seja, você pagará mais impostos do que deveria. O lucro presumido é uma das opções de regime de tributação. Esta opção é feita quando você vai abrir sua empresa e pode ser alterada ao longo de seu funcionamento.

Atualmente você possui três opções de regime de tributação:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real.

De forma simplificada, boa parte dos negócios com renda bruta de até 3,6 milhões de reais o Simples Nacional é o indicado. Então, ainda nos resta o duas opções, o lucro real e o presumido.

Então quando devo optar pelo lucro presumido? Você deve optar por este regime de tributação quando tiver um negócio altamente lucrativo, ou seja, quando a sua margem de lucro for muito alta (como no mercado de prestação de serviços). Ainda, quando você não tem uma contabilidade rigorosa ou quando as alíquotas do Simples Nacional sejam muito altas.

Veja a seguir informações importantes.

Lucro Presumido – Definição

definição e dicas sobre o lucro presumidoO lucro presumido é uma forma de tributação simplificada, onde o lucro do seu negócio é “presumido” pelo governo. Afim de determinar uma base de cálculo do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL).

A tributação é realizada com a especificação de uma margem de lucro para cada tipo de negócio, como 32% para prestação de serviços. O risco que você pode correr optando pelo lucro presumido é pagar mais impostos que deveria, quando o seu negócio tiver uma rentabilidade menor do que o fixado pelo governo.

Funcionamento da Tributação

Confira a seguir como funciona as alíquotas bases para seu negócio. Lembrando que as alíquotas são referências para o cálculo do Imposto de Renda (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL).

1 – Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ):

Para o cálculo do IRPJ o lucro presumido adota as seguintes alíquotas:

  • Regra Geral: 8%;
  • Revenda de Combustíveis: 1,6%;
  • Serviço de Transporte que não seja de carga: 16%;
  • Prestação de serviços em geral: 32%.

2 – Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL):

Da mesma forma que para o IRPJ o CSLL também possui alíquotas fixas:

  • Regra Geral: 12%;
  • Prestação de serviços em geral: 32%.

Este regime de tributação não é obrigatório para os serviços listados acima, mas uma opção ao lucro real. A facilidade de trabalhar com este regime é o diferencial para muitas empresas que não conseguem ter grande rigor contábil em seu negócio.

Empresa altamente lucrativas também utilizam esta forma de tributação, como uma estratégia para reduzir o pagamento de impostos. Por exemplo, um prestador de serviços em geral que consegue um lucro de 50% no seu negócio tem neste sistema uma forma de tributação muito vantajosa.

Exemplo Prático

Para esclarecer ainda mais a utilização deste regime de tributação, veja o exemplo a seguir.

Uma empresa do ramo de prestação de serviços tem um rendimento bruto de 2 milhões de reais.

Tanto para IRPJ quanto para o CSLL tem como base de cálculo a consideração de que a empresa obtém 32% de lucro. Então os impostos serão calculados sobre o lucro de 640 mil reais.

Para o cálculo do imposto de renda devemos dividir em duas partes: utilizar a alíquota de 15% para os rendimentos até 240 mil reais e a alíquota de 25% para os rendimentos superiores.

IRPJ = 15% x 240.000,00 + 25% x 400.000,00 = R$ 136.000,00.

Para o cálculo do CSLL a alíquota sobre o lucro é de 9%.

CSLL = 9% x 640.000,00 = R$ 57.600,00.

Como pode ver o diferencial deste regime de tributação é a facilidade de calcular os impostos devidos.

Considerações finais

Vale ressaltar que a escolha de um regime tributário deve ser realizada levando em conta não só a facilidade que o regime proporciona, mas as obrigações jurídicas ao qual seu negócio está sujeito, e ao restante dos tributos envolvidos em um negócio.

Para a tomada desta decisão é de suma importância que você tenha uma assessoria de um profissional capacitado. Não tenha dúvidas de que será de suma importância para o bom andamento do seu negócio um regime tributário adequado. Todo empreendedor de sucesso lida de forma cuidadosa com a tributação de impostos.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário. Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!