Planejamento Financeiro: Comece a Fazer Hoje Sem Complicação

Ninguém duvida da importância de um bom planejamento financeiro para o sucesso de um negócio. A questão é que, entre acreditar em sua importância e começar a fazer um bom planejamento existe uma grande distância.

Manter um negócio funcionando no Brasil não é tarefa fácil. Além das burocracias sistêmicas e dos impostos abusivos, o nosso país passa por uma grande crise financeira.

Empresas estão fechando as portas por não terem condições mínimas de manterem seus funcionários e as despesas básicas. É claro que ninguém abre uma empresa esperando o pior, mas muita coisa pode ser evitada com um bom planejamento financeiro.

O problema não é apenas falta de esclarecimento, mas também cultural. Cuidar do dinheiro não faz parte do dia a dia do brasileiro. A educação financeira de boa parte da população é quase inexistente. Os brasileiros caem no mercado de trabalho sem conhecer o básico sobre finanças.

A falta de educação financeira da população brasileira causa um mal maior nas pequenas empresas. Pequenos empresários conduzem seus negócios como conduzem sua vida pessoal. Ou seja, não existe um planejamento financeiro empresarial.

É possível que você se encontre neste ponto. Está com sua empresa aberta, ou pretende começar seu próprio negócio, mas não tem ideia por onde começar o seu planejamento financeiro.

O que é o Planejamento Financeiro

De forma simples, o planejamento financeiro é uma ferramenta da administração que permite organizar a parte financeira de uma empresa ou pessoa, por meio de três etapas:

  • Reconhecer a situação atual;
  • Estabelecer metas e prever possíveis cenários econômicos;
  • Criação de uma estratégia para alcançar as metas e objetivos.

Para fazer um planejamento financeiro empresarial você precisa de conhecimentos técnicos na parte de finanças. Por isso, é hora de aprender o máximo possível para começar e conduzir seu negócio com sucesso.

O planejamento financeiro pode ser feito tanto para a empresa quanto pessoalmente. Veja a seguir:

1 – Planejamento Financeiro Pessoal:

dicas-de-como-fazer-um-planejamento-financeiroO planejamento pessoal deve ser realizado para organizar a vida particular. É feito da mesma forma que uma empresa, é claro com os devidos ajustes. Quem cuida de suas finanças pessoais corre um risco muito menor de ser endividado ou criar hábitos de consumo ruins para sua saúde financeira.

É muito importante para quem quer criar uma independência financeira. Além de auxiliar nas tomadas de decisões pessoais como compra de imóveis, bens de consumo, investimento em aposentadoria ou qualquer outra negociação.

2 – Planejamento Financeiro Empresarial:

É essencial para a condução do negócio. Colabora para tomada de decisões amparadas em fatos e números, eliminando boa parte do achismo.

Vai te auxiliar a planejar momentos de ampliação dos negócios, necessidade de financiamentos ou empréstimos e tomar medidas de austeridade em momentos de crise.

Muitos empresários se veem em uma bola de neve quando o assunto é finanças. Não tem ideia do quanto já gastaram e do quanto ainda precisam gastar para ver o negócio funcionando, o pior é que não sabem o quanto estão lucrando. A impressão nestes momentos é que todo esforço é em vão, parece que o dinheiro está escorrendo pelo ralo.

Uma dica importante é fazer do planejamento financeiro um hábito. Não adianta você criar diversas regras dentro do seu negócio se pessoalmente você não tem nenhum controle. Comece os dois planejamentos simultaneamente e você poderá colher muitos frutos em um futuro muito breve.

Você vai perceber que muitos problemas financeiros não surgem por falta de dinheiros, mas por desorganização.

Comece hoje mesmo

Confira agora um passo a passo para colocar em prática o planejamento sem ua empresa e sua vida pessoal.

1 – Reconheça a situação atual:

É hora de fazer uma análise completa da situação de seu negócio. Comece pela parte financeira, mas não pare por aí. Liste todos os pontos que precisam ser melhorados e quais mudanças são emergenciais para a condução do seu negócio.

Faça um balanço financeiro real da situação da sua empresa. Liste todos os investimentos, patrimônios, financiamentos, dívidas, contas a receber, despesas físicas, entre tantas coisas.

Com tudo em mãos você poderá ter uma visão geral da situação financeira do seu negócio. Seja muito sincero e não queira encobrir nenhum detalhe, não faça nenhum tipo de vista grossa. O seu sucesso neste processo é proporcional à sua capacidade ver a realidade e ser sincero quanto à sua situação.

2 – Estabeleça metas e preveja possíveis cenários:

Você não tem uma bola de cristal para imaginar tudo que irá acontecer no futuro. Entretanto você pode fazer uma previsão. Com uma boa previsão você nunca terá certeza dos possíveis cenários, mas é muito melhor que contar simplesmente com a sorte.

Baseado na primeira análise que você fez faça uma previsão dos custos mensais que virão. Estime os custos fixos e os custos variáveis. Além disso, faça uma previsão de vendas necessárias para manter o seu negócio em dia.

É o momento de você prever cenários positivos e negativos. A maioria dos empreendedores são extremamente otimistas, neste momento é hora de ir com calma, coloque os pés bem no chão.

Neste momento você já tem condições de estabelecer metas. Você já sabe quais são as suas despesas e qual a sua perspectiva de vendas conforme os meses anteriores.

3 – Crie estratégias para alcanças suas metas e objetivos:

Neste momento é hora de colocar a mão na massa. Faça uma estratégia para alcanças as vendas necessárias para manter seu negócio.

Realize as mudanças necessárias para corrigir os problemas antigos e crie processos que colaborem com a saúde financeira do seu negócio. Aproveite as experiências negativas que você já teve e crie rotinas para que você siga o planejamento à risca.

É importante ter um bom cronograma para as mudanças necessárias. Também adote relatórios financeiros para o seu dia a dia, acompanhe de perto o que tem acontecido em sua empresa.

Faça da saúde financeira do seu negócio algo importante dentro da sua empresa. Conscientize seus funcionários e distribua tarefas, delegue funções para que todos estejam empenhados com as novas rotinas e colaborem com o sucesso do seu negócio.

Dicas para ter sucesso

Confira agora dicas para garantir que você tenha sucesso com seu planejamento.

1 – Não confunda empresarial com pessoal:

Saiba diferenciar o que é da empresa com o que é seu. Não misture caixas ou contas. Este é um grande erro dos pequenos empresários, pode confundir seriamente as análises futuras de seu negócio.

2 – Faça um controle diário:

Não deixe de controlar diariamente as finanças de seus negócios. Crie relatórios de receitas e pagamento de despesas. Faça um fluxo de caixa diário. Registre todas as operações financeiras, nada pode passar em branco.

3 – Não despreze as pequenas despesas:

Nãos se esqueça dos detalhes. Tudo é importante para o sucesso do seu planejamento. Anote e gerencie todas as despesas, não perca mais dinheiro, feche o ralo hoje mesmo.

4 – Invista em um consultor

Caso a situação de sua empresa esteja complicada não tenha receito em contratar um especialista. Tome cuidado em quem investir, pesquise por referências e os últimos trabalhos realizados.

5 – Invista em tecnologia:

Utilize softwares para controle financeiro. Automatize alguns processos, isso fará com que você elimine parte dos erros humanos e reduzirá burocracias dentro de sua empresa.

6 – Aposte em um processo contínuo:

Faça sempre melhoras em seu planejamento. Reveja seu plano de ações, mude estratégias, crie métricas e parâmetros para verificar a eficácia de planejamento. Esteja sempre averiguando os cenários previstos e adequando à realidade do mercado.

7 – Invista em capacitação:

Aposte na capacitação de seus profissionais e principalmente em sua capacitação. Faça um esforço para entender todo o processo implementado em seu negócio, participe da criação de todas as rotinas e aprenda a interpretar todos os relatórios.

Considerações finais

O planejamento financeiro fará muito bem ao seu negócio. Não só na parte financeira, mas em todas as outras áreas. Quando você implementa rotinas que sejam boas para seu negócio, aos poucos elas se tornam bons hábitos que se alastram por todas as áreas da sua empresa.

Não deixe o lucro de seu negócio ir pelo ralo ou que sua empresa faça parte da triste estatística brasileira, de empresas que não sobrevivem às turbulências do mercado. Faça sua parte e comece a planejar hoje mesmo.

Ainda ficou com alguma dúvida ou quer colaborar com o conteúdo, deixe um comentário. Compartilhe este artigo com seus amigos e nos ajude a colaborar com a construção de uma cultura empreendedora.

Forte abraço.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!